sábado, 27 de março de 2010

O tempo que tenho a dizer

As vezes penso que uma vida apenas não será sufiente para dizer tudo que gostaria, independente do quanto eu viva, sei que no fim restaram coisas não ditas, sejam coisas que não disse as pessoas que amo, idéias que não divulguei, vontades que não confessei ou conselhos que gostaria de dar antes da minha ausência e não tive tempo. É certo que deixarei coisas a dizer e as vezes temo esse acontecimento e é nessas horas que sinto vontade de dizer tudo de uma vez e com presa antes que o meu tempo acabe, mas não posso fazer dessa forma, sei também que muitas das coisas que gostaria de dizer ainda não possuem certeza, ainda são idéias que exigem a maturidade que só o tempo nos dá.

Sendo assim vou dizendo com calma, sem presa e aceito o fato de que um dia vou partir e terei de aceitar o silêncio das coisas não ditas.

terça-feira, 23 de março de 2010

Netuno

Enquanto Netuno dormia
os meninos esconderam o mar.
Colocaram-no em várias conchinhas
e presentearam as meninas com um belo colar.

Sérgio Vaz

A Hora do Planeta


No sábado, 27 de março, entre 20h30 e 21h30 (hora de Brasília), o Brasil participa oficialmente da Hora do Planeta. Das moradias mais simples aos maiores monumentos, as luzes serão apagadas por uma hora, para mostrar aos líderes mundiais nossa preocupação com o aquecimento global.

A Hora do Planeta começou em 2007, apenas em Sidney, na Austrália. Em 2008, 371 cidades participaram. No ano passado, quando o Brasil participou pela primeira vez, o movimento superou todas as expectativas. Centenas de milhões de pessoas em mais de 4 mil cidades de 88 países apagaram as luzes. Monumentos e locais simbólicos, como a Torre Eiffel, o Coliseu e a Times Square, além do Cristo Redentor, o Congresso Nacional e outros ficaram uma hora no escuro. Além disso, artistas, atletas e apresentadores famosos ajudaram voluntariamente na campanha de mobilização.

terça-feira, 16 de março de 2010

Tudo é um pouco de tudo

Essa semana pensei que tudo é um pouco de tudo... Tudo possui um pouco de tudo.

As coisas sempre terão um pouco de tudo, um pouco de belo ao mesmo tempo um pouco de feio... Meu irmão ateu também tem um pouco de tudo, até um pouco de Deus, Deus existindo ou não!

Eu tenho um pouco de bondade e outro pouco de maldade em mim, aquele móvel empoerado e esquecido no canto da sala também não é de todo feio, dependendendo da maneira que você olhar será capaz de ver beleza, poesia, história, tudo; onde aparentemente só via esquecimento.

Aquela garota linda que você acabou de ver na rua, que aparenta ser perfeita também tem um pouco de imperfeição... seja na maneira arrogante com que ela trata as pessoas ou na maneira de se portar frente aos homens, tudo é um pouco de tudo!

E as vezes o problema não esta no que vemos e sim em como vemos, se tudo é um pouco de tudo procure ver as coisas boas.

BB King


Rio de janeiro (16/3)
Horário: 21h30
Local: Vivo Rio – rua Dom Infante Henrique, 85, Parque do Flamengo
Preço: R$ 120 (setor 3), R$ 240 (frisas), R$ 280 (setor 2), R$ 300 (camarote B), R$ 360 (setor 1), R$ 450 (camarote A e vip) e R$ 500 (vip premium)
Onde comprar pelo site da Ingresso Rápido, pelo telefone (21) 2272-2940 e na bilheteria da casa

São Paulo (19 e 20/3)
Horário: 21h
Onde: Via Funchal – rua Funchal, 65, Vila Olímpia
Preço: de R$ 220 (plateia 2) a R$ 600 (setor vip)
Onde comprar: pelo site da Ingresso Rápido, pelo telefone (11) 3089-6999 e na bilheteria da casa

Brasília (22/3)
Local: Centro de Convenções Ulysses Guimarães
Preço: a confirmar
Informações: (61) 3429-7600

Se tudo der certo... EU VOU!!!

terça-feira, 9 de março de 2010

Eu quero ser possuída por você

Eu quero ser possuída por você,
pelo seu corpo,
pela sua proteção,
pelo seu sangue.
Me ama!
Eu quero que você me ame
e fique eternamente me amando dentro de mim,
com sua carne e o seu amor,
eternamente, infinitamente dentro de mim.
Me envolvendo, me decifrando,
me consumindo, me revelando.
Como uma tarde dentro do elevador,
no verão, voltando da praia,
e você me abraçou e eu te abracei,
e quanto mais eu me entregava
mais nascia o meu desejo,
mais sobrava só o desejo,
e mais eu te queria sem palavras,
sem pensamentos.
A vida inteira resumida só no desejo da tua boca
dizendo meu nome.
A tua mão conduzindo a minha mão,
do teu corpo revelando o meu corpo.
Como se o mundo fosse pela primeira vez.
Você, meu ponto de referência nessa cidade

José Vicente

segunda-feira, 8 de março de 2010

sexta-feira, 5 de março de 2010

Polícia e Bandido

De todas as letras que falam sobre esse grande problema social que é a violência nas periferias, essa letra é a primeira que realmente olha para a questão com responsábilidade e sem tomar partido do bandido ou da polícia.

Mostra de maneira imparcial e sincera qual é realmente o problema. A corrupção gera uma situação e a necessidade de se manter vivo dá dimensão ao conflito e sempre o sofrimento maior cai sobre a parte mais humilde que desejando ou não é envolvida na história.