quarta-feira, 31 de julho de 2013

Frei Beto

"Quando eu era criança o que valorizava o tênis que eu usava
era eu usar o tênis, eu dava valor ao calçado,
se eu o usasse ele ficava importante, hoje é o contrário"

quarta-feira, 24 de julho de 2013

Governos brasileiros



Vou ilustrar o que são os governos brasileiros...

Eles se assemelham a aquele pai de família pobre, que recebe no domingo a visita de uma pessoa que ele não gosta, porém por existir interesses futuros nessa relação, ele faz de tudo para agradar, uma puxação de saco sem fim, tudo falsidade.

Ele pede licença a visita, e por não ter um real no bolso, vai até seu quarto abre a gaveta de cuecas e apanha lá no fundo da mesma, uma caixa, dentro dela consta um cartão de crédito com limite de duzentos reais que seria usado apenas em emergências. Volta a sala, disfarçadamente chama o filho mais velho de canto e diz:

- Filho, vá até a padaria e compre, presunto, queijo, salame, o salame você manda fatiar, compre pão, língua de sogra, pão de queijo e trás refrigerante.

O garoto animado com a situação atípica, questiona o pai:

- Pai, hoje vamos tomar refrigerante? Compro Dolly?

O pai responde:

- Não! Compra Coca-cola!

Ao retornar o filho mais velho a mesa é posta, a visita se farta e vai embora reclamando pelas costas do anfitrião, ela não voltará por anos e não se lembrará desse dia.

No dia seguinte esta família almoçará arroz com farinha, devido a não existir dinheiro para comprar feijão e meio quilo de pé de franco, que seja, pois pescoço é mais caro.

quarta-feira, 3 de julho de 2013

Curtindo a vida adoidado...


"O presidente da Câmara dos Deputados, Henrique Eduardo Alves (PMDB-RN), usou um avião da Força Aérea Brasileira para levar a noiva, parentes dela, enteados e um filho ao jogo da seleção no Maracanã no domingo. (...)

O deputado e seus convidados usaram cadeiras destinadas a torcedores, e não às autoridades. (...)

Se tivessem que pagar pela viagem de Natal ao Rio, ida e volta, cada passageiro gastaria pelo menos R$ 1,5 mil. (...)"

http://www.senado.gov.br/noticias/senadonamidia/noticia.asp?n=852035&t=1


  A impressão que tenho é que a farra é tanta que essas pessoas fazem isso sem pensar, sem saber que haverá algum problema, como se fosse a coisa mais natural do mundo, e vai saber se não para eles não é. Claro que ele não é o primeiro a fazer isso e também não será o ultimo. Cabe ao povo, assistir menos futebol e novela e acompanhar os passos dessas pessoas.

  Essa é a rotina deles, trabalhamos muito pra financiar o conforto dessas pessoas, e a culpa disso não é apenas dele, podemos dividi-la meio a meio, 50 % dessa culpa é nossa que todos esses anos ignoramos as notícias politicas, fugimos de entender e de procurar fiscalizar o dia a dia dessas pessoas, se é tão fácil utilizar de tanto conforto é por que sempre nos comportamos como cegos.

Política é chato apenas para quem tem preguiça de entende-lá.